COMBATE AO ZIKA VIRUS


Share Button

Porto de Cabedelo no Combate ao Zika Virus.

O Zika Vírus vem se espalhando por todo o mundo, no Brasil já são 20 Estados Brasileiros que lutam para acabar com essa epidemia. O vírus é transmitido pelo mosquito Aedes aegypti e somente com uma força tarefa é que vamos acabar com o mosquito.

O mosquito transmissor da Zika é semelhante à dengue, e provoca sintomas como febre, dor de cabeça, dor nas articulações e manchas vermelhas na pele e nos olhos. O seu tratamento é feito com remédios analgésicos, anti-inflamatórios e colírios, sendo proibido o uso de medicamentos com ácido acetil salicílico, assim como acontece na dengue.

Não existe ainda a vacina para prevenir, mas a população portuária e os passageiros podem prevenir no combate a Zika seguindo algumas orientações:

  • Não deixar entulhos acumulados, restos de alimentos, materiais descartáveis, tudo isso pode se tornar um terreno fértil para os mosquitos.
  • Evitar o acumulo de pneus na área portuária, isso poderá ser um foco muito comum das larvas do mosquito.
  • O Fumacê vem sendo uma das medidas utilizadas com mais frequência. Trata-se de um recurso, através de aplicação de uma solução de inseticida e óleo mineral para se evitar a proliferação das larvas do mosquito da dengue, zika e chikungunya.

Para o ano de 2016, o Porto de Cabedelo (Meio Ambiente), Secretaria Municipal de Saúde, a Gestão de Vigilância em Saúde e o Núcleo em Saúde do Trabalhador, intensificarão os trabalhos voltados para campanhas no combate ao Aedes aegypti.

O primeiro encontro aconteceu no dia 19 de Janeiro de 2016. No encontro, foi marcado a primeira palestra do ano que será realizada no auditório do Porto de Cabedelo no dia 16 de Fevereiro de 2016 e serão abordadas todas as informações referente ao vírus, as doenças causadas, os sintomas e principalmente o trabalho em educação continuada levando de forma a esclarecer a responsabilidade no que se refere a eliminação dos focos, seja nas residências como também no local de trabalho.

Contará com a participação de toda população portuária e com a distribuição de panfletos e adesivos, que também vem sendo realizada com freqüência a toda população portuária.

Share Button