Docas-PB participa de encontro com Agência Nacional de Petróleo sobre etanol


A Companhia Docas da Paraíba (Docas-PB) participou, nesta quinta-feira (30), de um encontro promovido pela
Agência Nacional de Petróleo (ANP) que tem o objetivo de discutir a produção, o uso e a qualidade do
etanol.

O engenheiro Phillip Andrade representou a Docas-PB no encontro. Para ele, o evento foi de grande
importância, já que foi possível ter um panorama de como se encontra uma parte do setor de combustíveis, em
relação a investimentos, inovação tecnológica e controle de qualidade dos produtos.

O encontro também contou com a palestra de Pietro Mendes, especialista em regulação da ANP e que atualmente
atua na Superintendência de Biocombustíveis e de Qualidade de Produtos (SBQ). Ele ressaltou dos desafios de
seguir o rigoroso controle de qualidade mesmo com contigenciamento de despesas imposto pelo Governo Federal.

Pietro também falou sobre a política da ANP para redução de emissão de gases e novas regulamentações para potencializar o setor de biocombustível.

Já a pesquisadora Ednéia Caliman, do Centro de Pesquisas e Análises Tecnológicas (CPT/ANP), também falou
sobre o etanol comercializado no país e como é feito o controle de qualidade do produto, através do
cumprimento de resoluções que regem a análise dos produtos em laboratório.

José Inácio, presidente da Asplan, fez um balanço sobre o setor de produção de cana-de-açúcar nos últimos
anos, mostrando otimismo com o projeto RenovaBio, que prevê uma política de valorização de biocombustíveis,
que prevê a segurança energética, garante investimentos, melhora a qualidade do ar e incentiva a renovação
tecnológica.

Edmundo Barbosa, representante do Sindalcool/PB, ressaltou a importância de debater um assunto de interesse dos paraibanos, já que essa política energética incentiva a geração de empregos com o aumento da produção de cana-de-açúcar.

O evento contou também com a presença de estudantes e professores da Universidade Federal da Paraíba
(UFPB), representantes de empresas produtoras de cana-de-açúcar, engenheiros químicos, gerentes de laboratórios e revendedores de combustíveis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *